Pages

Subscribe

26/10/2009

RIDICULUMANO...



Que tem medo do ridículo?

Já dizia Érico Veríssimo:
Mas eu desconfio que a única pessoa livre, realmente livre, é a que não tem medo do ridículo.

Verdade verdadeira. A especial condição de ser livre é não ter medo de se achar ridículo perante os outros. No contra-ponto, devemos deixar que os outros cuidem de si mesmo e de seus próprios ridículos. Sem se sentirem ridículos.

Pois o caminho autêntico perante a si mesmo, inclui o ridículo perante os outros. Enquanto ser humano livre includente do ridículo, torna-se leve e saudável... E depois disso e mais que isso... É só dá boas gargalhadas de suas próprias bobagens, sorrindo também das bobagens dos outros. Que coisa gostosa é deixar a alegria genuína fluir, convido todos rirem de suas próprias besteiras.

Lembram do ditado: "Muito riso é sinal de pouco siso”. Era a bandeira de alguns pitecantropos sisudos da Idade Média, nunca desopilaram o fígado, ainda bem que ficaram no passado arqueológico, risos.

Na vida fazemos esforços para realizar o melhor, mas o perfeccionista é muito chato, doentio, pesado, cri... cric... Dói na alma. Nhec... Nhec...

Concordo com Clarice Lispector: Que bom ser humana!

Humanizamos em nossos rídiculos, promovemos um círculo de pertença em nossas bobagens. Liberto e sem os grilhões do medo, pagando o preço de ser quem somos, e seguindo o prumo de ser verdadeiramente livre, pois o rídículo não amedronta mais.

Este é o genuino caminho da liberdade rumo a autenticidade. Emancipado e rico de coragem segue distante da prisão pessoal do medo, e torna seu trilhado seleto, genuíno e rídiculo.

E como Bertolt Brecht dizia: A arte, quando é boa, é sempre entretenimento.

Então, articular com arte e filosofar são entretenimentos. E como filosofar é teletransportar-se para dentro de si próprio. Acredito e credito àqueles que se dispuserem a despir-se do medo de serem "ridículos" exercer a arteira arte e a melhor filosofia de convivência consigo mesmo.

Pois, se os “ridículos” não tem medo de serem ridículos, estão na pista certa de serem compreensivos e amorosos consigo mesmos. Com certeza absoluta serão mais leves, soltos e encontrarão seus pares nessa trajetória ridiculumana.



As crianças não têm medo de serem rídiculas. Olhe bem pra essa fotografia, estão livres e soltas recebendo o ventinho...

"Levamos muito tempo para nos tornarmos jovens". Pablo Picasso

Pense nisso!

Bem vindo ao mundo instigante e fascinante dos humanos livres e ridículos.
Que achas de chamar seu marido ou namorado(a) de: MÔOOOOOOOOOOO (em alto e bom som)
Brincar que ele(a) é muito bom de cama: Deita e dorme... risos
Se alguém soltar um pum fedorento, brinque: Esse é um PUM NINJA, silencioso e mortal.
Fazer caretas e ocúlos (como a fotografia) para seus filhotes ou netos.
Que tal um pic nic, com direito a toalha de quadradinhos vermelhos, sanduiche, maçã? (inclui formigas).

Sejamos doravante Ridiculumanos.
Eiba! nós de novo por aqui...
Sorria a vida é bela!

38 comentários:

Viveka disse...

Amiga, acredito que precisamos ser mais ridículos. Como vc disse: articular com arte e filosofar.
E como é bom filosofar, sem medo de ser ridículo.
Gostei da palavra nova que inventou RIDICULUMANO. O novo verbo, ridiculumar, hahahaha. Só você e sua arte.
Ontem, procurei a sala Musicoterapia e não encontrei.
Beijinhos

tereza ferraz disse...

Eiba! nós de novo por aqui...
E não é?
Sim!
bjs no coração
uma bela semana

Zininha disse...

Mesmo não querendo, o ridículo nos ronda...
mas saber dar uma volta por cima, esta é a questão...

Amiga vim te ver... saber de você... tudo bem?

beijos...

Norma Villares disse...

Pois é Viveka, filosofar é uma prosa muito boa, sem medo de ser ridículo.

Gostou da palavra nova que inventei RIDICULUMANO? Que bom!
E o novo verbo, ridiculumar, vamos praticar, risos.
A sala está abrindo no horário de verão.
Grande abraço
26 de Outubro de 2009 05:15

Norma Villares disse...

Eiba Tereza!!!!!
Nós aqui de novo...
Vamos conjugar o verbo ridicular, risos.
Um grande abraço

Norma Villares disse...

Zizinha, obrigada pela visita e pela prosa.
Estou bem, aqui na net proseando com vocês. E você como vai seu lindo jardim?
Um grande abraço

Unknown man disse...

Norma, bom dia!!!
Adorei este post. Ser auto-ridículo é se despojar de medo, de vergonha e de tantas coisas que nos faz mal. Rir de nós mesmo é algo que faz tão bem e nos perguntamos porque tem pesoas tão...tão, né?
Para que ter medo de sermos nós mesmos?

Começou a semana bem cheia de alegria e luz!!!

Minha amiga, desejo uma maravilhosa semana prá você!!!

Beijo,

Uman

angela disse...

Norma
Assino embaixo.
Delicia de post, amei a foto das crianças pegando ventinho.
beijos

Jorge disse...

Norma,

Gostei do post e das imagens.

Um beijo,

Jorge

Hugo Cheng disse...

Norma
Eu também adorei este post. Ser auto-ridículo é perder esse medo aterrorizante, dar muitas risadas de si mesmo.
Faz mais bem que mal.
Eiba! Sorria.
Abr

Maroca disse...

Amiga, eu gosto de filosofar cozinhando, e achei esse texto excelente para a cozinha, hahahah.
Livre, leve e solto com nossos ridículos, sem medo de ser feliz.
Taí, gostei pra xuxu desse texto, amei a foto das crianças pegando ventinho.
Eu tb gostei da palavra nova que inventou RIDICULUMANO. O novo verbo, ridiculumar.
Bom
Bjs

Psiquismo Desmistificado disse...

Olá minha querida amiga,
Gostei muito do post. Concordo totalmente com a idéia. O ser humano se tolhe tanto, fechando-se em sua concha. Parece que tem que se defender a todo instante. Parece esconder-se do julgamento.
Díficil é se soltar, deixar as asas livres.
Deixar-se ser um "ridiculumano".
Abraços fraternais

Maria José disse...

Norma. Amei a palavra nova "ridiculumano". Devemos rir de nós mesmos, com toda certeza. Isto lava a alma e nos leva a crescer. Belo texto, amiga. Como sempre. Beijos.

IVANCEZAR disse...

Norma:

Que texto gostoso de ler !
E muito bem colocado, viu ?
Claro que voce mereceria flores
e se pudesse , eu mesmo entregaria
Beijo

Norma Villares disse...

Higo, pois... pois... Então vamos conjugar o verbo ridiculumanizar, risos.
Oh! amigo, Faz muito mais bem do que mal.
Sorria.
Grande abraço

Norma Villares disse...

Mara querida amiga, amei a receitinha.
Pois é, pode filosofar e conjugar o verbo ridiculumabizar, risos.
Eu ridiculumanizo
Tu ridiculumanizas
Ele ridiculumaniza

Gostou?
Conjugue.
Abração

Norma Villares disse...

Olá Psiquismo desmitificado. Obrigada pela linda visita.
Pois é, o ser human o se ENCOLHE e ver a vida passar pela TV.
Devemos construir e conjugar esse verbo RIDICULUMANIZAR.
Bom, né!
Abração

Norma Villares disse...

Maria José que bom que voltou.
Gostou da nova palavra "Ridiculumano".
É um convite a dar risadas de si próprio. Ser solto e leve.
Abraços

Norma Villares disse...

IVANCESAR, obrigada pela visita e pelo presente. Flores serão serão bem vindas em meu jardim.
Ainda bem que gostou. Então vamos conjugar o verbo "Ridiculumanizar".
Abraços

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Norma, para mim ridículo é não ser feliz, ou pelo menos tentar, por medo da língua do povo. Dana-se o povo. Eu quero mais é ser ridículamente feliz.
Beijos

REGINA GOULART SANTOS disse...

Olá Norma, vou anotar esta : "ridiculumano" - muito boa mesmo.
Fiquei sabendo que, muitas pessoas gostariam de ter um Blog, mas, não o fazem com medo de se expor e pior, de serem ridicularizadas.
Fazer o que, né ?!
Excelente post.
Beijos

Norma Villares disse...

Olá Wanderley, obrigada pela visita.
O bom mesmo é ser feliz, sem medo de ser ridículo ou não. Bom né,
Abração

Norma Villares disse...

Olá REGINA, muito obrigada pela visita.
Anote esse nome "ridiculumano". Sempre inventei nomes, risos.
Pois, pois... essas pessos que gostaria de er um blog e não tem por medo.
Eu fico com pena delas, pois estão acorrentadas no medo.
Abraços sublimes

Peregrina da Luz disse...

Eu tb adorei esse texto, ser ridículo é construir caminho de autenticidade. Tudo com equilibrio. E o resto é rir de si mesmo, fazemos tantas bobagens.
Boa semana bem cheia de alegria
Beijinhos

Marcos Takata disse...

Olá Norma, muito sensível e revelador esse caminho de autenticidade. E o medo sempre acompanha, ligar pra ele é outra coisa.
Bijussss

Sassá Luz disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Td muito lindo e gstoso de ler.
Beijinhossssssssssssssssssssss

Anônimo disse...

Norma, recebi se email e adorei este texto, muito criativo. Ficou super legal, gostei também da nova palavra "ridiculumano", inventada por você. Então vamos ridiculumanizar, dar boas gargalhadas. Beijos.
André

Márcio disse...

Ual! Muito bom esse texto, está na hora de iniciar a conjugaçãom, ridiculumanizar, hihihi.
Bj

Maria Amélia Fabrinni disse...

Estou lendo seus textos, gostei de tudo. Eu tb quero um blog, só falta tempo.
Esse ridiculumano foi demais, essa palavra nova é genial. Esse é o preço da liberdade, mas é só dá uma risadinha e sair de fininho.
O end. coloquei nos favoritos.
Adorei as bolinhas do lado, relaxante.
Beijos.

Elisabete Tavares Affonso CRT 44107 disse...

Oi, me encantei com teu blog, maravilhoso, não ´dá vontade de ir embora, virei seguidora correndo, beijinhos e obrigada por compartilhar"coisas" tão singulares e especiais....

Norma Villares disse...

Ola Elisabete, obrigada pela visita e elogio.
Todos nós compartilhamos coisas singulares. Vou fazer uma visita ao seu cantinho.
Melhores abraços

Norma Villares disse...

Ola Maria Amélia, muito obrigada pela visita e comentário.
Que bom que veio conhecer meu espaço. Fiquei feliz. Volte sempre
Melhores abraços

Norma Villares disse...

Márcio que bom que veio conhecer, obrigada, volte sempre.
Um abração

Norma Villares disse...

André olá, agradeço a visita.
Então gostou, do no vo nome e verbo, RIDICULUMANIZAR, risos.
Ficou legal, né
Abração

Norma Villares disse...

Marcos querido amigo, voltou?
Fico feliz de ver vc aqui no blog. Vou fazer uma visita ao seu.
Bijussssssssss

Norma Villares disse...

* Lara, linda você apareceu, tava sumida. Obrigada, Bjs

* Sassá, nena linda, beijinhos

Juracy disse...

Gostei p cacete deste texto. Muito mesmo. Gostei da palavra nova que vc invetou. Abração

Norma Villares disse...

Oi Juracyyyyyyyy, que bom que veio me visitar. Agradeço amigo. Um grande abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...