Pages

Subscribe

20/10/2009

O TEMPO





A transmutação chega de mansinho
E o caminheiro respira a paciência
Medita e voa na direção do SI
O tempo é para ele, o grande aliado
Desenvolve e vivencia naturalmente
A arte de mudar as condições do universo

Alguns repousam, jazem no sono dormente
Ou transitam no sono com sonhos...
Que pena ninguém acorda, adormeceu...
O tempo é lento para os que esperam
E a roda da vida permaneceu...


E o tempo passa rápido, voa...
Para as consciências medrosas,
Ainda dormentes repete padrões
Tempo desperdiçado...
Inconscientes perderam-se no nada

Há aqueles que muito lamentam
E o tempo é muito longo... nunca passa
Esqueceram as rotas do caminho
Nada escuta, nada vêem e
Se perderam no ego exacerbado

No grande festival da vida
Os sencientes celebram as artes
Laureados pelo 'Despertar' essencial
Exaltam o 'Amor' em toda plenitude
E o tempo é curto para os solenizados
Verdadeiros festins para os que amam
E a vida presenteou com o rico regalo
Tempo Eternidade...


Salvador, 11.11.2008
Norma Villares

17 comentários:

Marcos Takata disse...

Foi buscar longe, nos ensinamentos de Gurdjieff.
Muito bonito.
Namasté

IVANCEZAR disse...

Olá, minha nova amiga!
Belíssimo texto, versando sobre esse monstrengo chamado tempo ...
Escrevi há algum tempo PROSA COM O TEMPO
Nós, adeptos das letras, domamos o bicho ...
... ou tentamos ... não é ??

Norma Villares disse...

Oiê Marcos, que visita linda.
Um pouco inspirada em Gurdjieff. Lembrando a todos a utilizar bem o tempo, para ter a consciência desperta.
Abraços fraternos

Norma Villares disse...

IVANCESAR, são ilações ... apenas ilações...
Vou lá em seu blog, ler a 'Prosa com o tempo'.
Abraços fraternos

angela disse...

Norma
Muito bonito e tão verdadeiro.
beijos

Viveka disse...

Tava mesmo inspirada em Gurdieff. Ficou lindo o poema. Beijin hos

Hugo Cheng disse...

Mui lindo, pensou bem, pensou perfeito.
Bjs

Cachorro Louco disse...

Norma : São lindas e comoventes suas poesias .Independente da inspiração ,voce re-inspira aquilo que escreve de modo sutil e harmonioso.
Percebe-se que é algo que vem bem do fundo da alma .
Beijos e bençãos

Norma Villares disse...

* Viveka, inspirei um pouco, o grande Mestre é o máximo.

* Hugo, obrigada amigo.

Abraços fraternos

Norma Villares disse...

Cachorro Louco muito obrigada pela visita e comentário.

Eu não sou poeta, não sou ecritora, sou aprendiz de aprendiz.
Mas o objetivo pelo qual escrevo, realmente é levar o leitor a pensar, repensar e, se possível resignificar sua própria vida.
Agradeço suas lindas palavras.
Abraços fraternos
Muitas bênçãos para você

Lívia Luz disse...

Bem profunda essa poesia, toca forte na alma.
Bjs

Chris disse...

Passamos o tempo a tentar entender o tempo, mas afinal o tempo não existe, ele somos nós...
O tempo breve dos solenizados, concordo contigo e com todo o poema sem tempo...
Um beijo
Chris

Norma Villares disse...

Oi Livinha, já está no tempo do ser humano se tocar, cair a ficha.
Um grande abraço.

Norma Villares disse...

Oi Cris, pois é, precisa reflexões, conclusões e investir o tempo. O ser humano tem desperdiçado seu precioso tempo.
Um grande abraço.

Maroca disse...

Muito bom, na verdade vc chama atenção para fazemos uma reflexão sobre o tempo.
Que estamos fazendo com o tempo disponível?
Caiu a ficha, vou rever tudo.
bjs

Norma Villares disse...

Muito grata Mara, e é pra fazer reflexões mesmo, rsrsrs. Construir novos modelos.
Abraços luminosos

LUCONI disse...

Nossa que mensagem, para ler e reler, este blog é realmente um farol de luz para as nossas almas, beijos Luconi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...