Pages

Subscribe

03/03/2010

SABEM QUEM É A "VIL FERA"?



EIS O DESTINO SELADO...

N
o céu brilha estrelas marcadas, eis o destino selado.
No início ofertaram flores, após lágrimas doridas...
Primeiro sorriem e depois de um tempo choram,
e os ombros se dobram ante a dor tão sentida.

O tempo passa e, lamentam-se: - Que foi que fizemos?
Do amor que surgiu de repente e acordou a vil serpente.
O sentimento puro clama pela chama ardente e sinuosa.
Mas traz dores sombrias e entristecidas...
Maculando o belo milagre do amor.

Dois elos de uma corrente dourada ungidos pelo sagrado.
Desolados, embora unidos na força sutil do coração.
Jazem entristecidos pela serpente que gerou desunião.
Separados, apesar de tudo, de todos, fiéis um ao outro.

Mesmo à custa de grandes lutas e paciente espera.
Enfim se unem eis que venceram a luta com a vil fera.
E só depois dão risadas, ela se foi... e não voltou...

Um dia na brilhante aurora virginal
Raios da sorte faz do coração um altar
O amor transmutará a tristeza em alegria.
No céu as estrelas estavam marcadas.
Eis o destino selado e realizado
Almas afins transbordam de amor.

Norma Villares
26.09.2009



E aí, vocês da cadeira sabem quem é a "vil fera"?

Na próxima postagem, será revelada a identidade da vil serpente....

Cenas dos próximos capítulos...

L A S A C...


16 comentários:

angela disse...

Penso na morte do corpo
lindo e triste poema
beijo

Norma Villares disse...

Pode ser triste ou alegre. Esse poema tem os dois lados.
Assista as cenas do próximo capítulo...
Than than than...
Beijinhos Angela

Marcos Takata disse...

Muito bonito o poema.
Eu acho que a "vil fera" é uma amante.
Será?
bijus

busquesantidade disse...

SEM PALAVRAS... Abraço. Lourdes.

Norma Villares disse...

Muito obrigada Lourdes.
Grande abraço

Norma Villares disse...

Olá Marcos,
Pode ser que SIM pode ser que NÂO.
Abraços

IVANCEZAR disse...

Voce , por misturar elementos do sagrado com sentimentos profanos, produz textos que nos convidam a viajar ... excelente Norma ! - Minha homenagem e reverência !

Hugo Cheng disse...

Norminha,
Lindo poema, realmente é uma mistura do sagrado e do profano com muita criatividade. Umas viagem.
Eu acho que a "vil fera" é o cotidiano.
bijus

Viveka disse...

Norma,
Belo poema, fiquei viajando nas lindas palavras. Uma arte.
Sobre a pergunta, eu concordo com todos acima.
Tenho uma opinião, acho que é a infidelidade.
Realmente é uma vil serpente.
Beijinhos

Marli disse...

Lindooooooooo!
Eu li duas vezes, porque fiquei encantada, pois você retrata a realidade.
Eu acho que é a falta de respeito, a vil fera que assola o campo das uniões.
Beijo

Norma Villares disse...

Oi Marli,
Pode ser a falta de respeito. POde ser.
Beijo

Norma Villares disse...

Viveka,
a infidelidade é uma boa candidata.
Beijo

Norma Villares disse...

O cotidiano também é um excelente candidato.
Obrigada Hugo

Norma Villares disse...

IVAN CESAR, graças a Deus você está bem.
Muito obrigada pelas lindas palavras, é muita gentileza sua.
Abraços

Sônia Silvino disse...

Norma!
Que instigante, amiga!
Bjkas!

Natálys disse...

LINDO NORMA........

VOU LEVAR COMIGO??? POSSO...

SENTI E FALA DA UNIÃO DE DOIS COMPLEMENTOS DIVINOS...
NA LIBERTAÇÃO DAS SUAS ALMAS...
E VIVEREM A UNIÃO DO SAGRADO...

O QUE SÃO AS CHAMAS GEMEAS...

É O REENCONTRO...E UNIÃO SAGRADA....
MAS PARA ISSO TEM QUE SE LIMPAR AS NOSSAS VIL FERA(SOMBRA)...

AMEI...
BJ LINDA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...