Pages

Subscribe

19/03/2010

O AMOR, QUANDO SE REVELA...



O
amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...

Fernando Pessoa


Grande Fernando, jorrando estesia sobre todos nós.
Segue perfume, viu blogueiros...
Hum, cheirinho bom.

7 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Ola Norma, comentar Fernando Pessoa é muito difícil pois ele é perfeito. Parabéns pela escolha.
Beijos

Vida*** disse...

BOM DIAA !!!COM ESSA LINDA POESIA DE FERNANDO PESSOA ...POSSO LHE DIZER QUE MEU DIA AMANHECEU IRRADIADO PELA LUZ DO AMOR*** UM DIA MARAVILHOSOO!!! COM MUITA PAZ E AMOR !!!Namastê.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Bom dia!
Ao lado de mia Couto, é meu poeta preferido.
Haverá palavras tão belamente encaixadas na perfeição?

Beijo

=)

angela disse...

Tão preciso com as palavras.
Gostei da gravura
beijos

Hana disse...

Que delícia de cantinho, eu gosto daqui, sempre que dá um tempinho corro aqui...beijos e obrigada por este luar lindo.Venha visitr meu cartinho da harmonia
com carinho
Hana

manuel marques disse...

Tenho em mim todos os sonhos do mundo

Fernando Pessoa.

Beijos e bom fds.

Natália Mendes disse...

Amei a poesia!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...