Pages

Subscribe

30/03/2010

A NOITE É VASTA

Oh! Alma luzidia

Banha estes versos

Com tuas lágrimas

Eis que é noite vasta


Na imensidão soa forte

Visto num olhar aberto

Pálpebras recrudescem

Liquidas amanhecem


Abertas ao penhor

Insones com tanta dor

Retira as viseiras

Cálidas e altaneiras


Lágrima vertida silencia

Chora as dores do amor

Norma Villares

Norma Villares
30.05.2007

10 comentários:

Escritor de Rua disse...

Acho aqui a inspiração que me falta.
Versos que invadem a alma.
Estou a seguir-te ;]

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Norma
O amor tanto pode nos deixar no céu, como pode nos fazer chorar, mesmo assim, amar vale a pena.
Beijos

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Norma, tua delicadeza é de uma sensibilidade que grita aqui tão baixinho...
Lindo, lindo!

manuel marques disse...

"Por vezes à noite há um rosto , que nos olha do fundo de um espelho e a arte deve ser como esse espelho, que nos mostra o nosso próprio rosto ."

(Jorge Borges )


Beijo.

Vila das Amigas disse...

Olá Norma alma de poeta,
Te desejo muita paz e alegria no coração.

angela disse...

Lagrimas de amor vivido são quentinhas.
beijos

Marcos Takata disse...

Norminha,
Foi profunda em delicadeza.
Rica.
beijo

Marcos Takata disse...

Norminha,
Foi profunda em delicadeza.
Rica.
beijo

IVANCEZAR disse...

A noite é vasta e permite que a poesia se realize em sua plenitude, pelas mãos inspiradas tuas, minha amiga !

Chica disse...

Simplesmente maravilhosa tua poesia,Norma!beijos,tudo de bom,chica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...