Pages

Subscribe

19/07/2009

EU SÓ PEÇO A DEUS



Eu só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre um dia
Solitário sem ter feito o que eu queria

Eu só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre um dia
Solitário sem ter feito o que eu queria

Eu só peço a Deus
Que a injustiça não me seja indiferente
Pois não posso dar a outra face
Se já fui machucada brutalmente

Eu só peço a Deus
Que a guerra não me seja indiferente
É um monstro grande e pisa forte
Toda fome e inocência dessa gente


Eu só peço a Deus
Que a mentira não me seja indiferente
Se um só traidor tem mais poder que um povo
Que este povo não esqueça facilmente


Eu só peço a Deus
Que o futuro não me seja indiferente
Sem ter que fugir desenganando
Pra viver uma cultura diferente

Esta belíssima composição de Leo Gieco/Raul Elwanger, nas vozes de Beth Carvalho e Mercedes Sosa, nos ajuda a fazer profundas reflexões.

Segue outra mensagem para reflexão:

"Se eu pudesse deixar algum presente à vocês.

Deixaria acesso ao sentimento de amar a vida dos seres humanos.

A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo a fora.

Lembraria os erros que foram cometidos.

Para que não mais se repetissem.

A capacidade de escolher novos rumos.

Deixaria para vocês se pudesse, o respeito aquilo que é indispensável.

Além do pão o trabalho. Além Trabalho a ação. E quando tudo mais faltasse...

UM SEGREDO

O de buscar no interior de si mesmo

A resposta e a força de encontrar uma saída

Mahatma Gandhi


São textos que nos lembra os guerreiros de cabelos grandes, daquele tempo que se foi e não volta mais.
Onde estão?
Perderam os ideais?
Cortaram os cabelos, mudaram a indumentária e dizem que ganharam a vida, deve ser por um específico viés. Ocorreram tantas mudanças, que mataram o guerreiro interno. Sem lentes podemos enxergar desta forma. Com lentes, são vendidos. Venderam o melhor de seu melhor.

Eis a questão!
Somos ou estamos míopes.
Quem sabe?
Talvez com um olhar enviesado pode se perder desta forma. Se se perdeu, acorde!

Este post é para acordar àqueles que sensibilizavam com o ser humano, com as questões sociais, com a fome e a miséria.

Vamos lá! Acordem "Caras pintadas", os netos dos políticos já estão na carreira, repetindo o mesmo padrão dos avós.
Vamos lá!
Vamos lá!

14 comentários:

mbpine disse...

é bom falar de cabelos longos, mas ninguém sabe como é enfrentar o maremoto do status quo que arrebenta na cara do rebelde.
Seja Marginal, Seja herói, né? prefiro Seja Marginal, Seja preso. mais realista.

Lívia Luz disse...

É bom lembrar dos cabelos longos, é bom lembrar desta rebeldia, pois sem ela nada se modifica. Abraços

Norma Villares disse...

Com certeza, é muito bom lembrar dos cabelos longos usufruindo do vento da rebeldia, mas uma rebeldia idealista. E idealismo com recheio de eficácia e eficiência, pois sem elas nada se realiza, e ficamos de mãos atadas e sem consciência. O mínimo da realização é a INDIGNAÇÃO. Indignar é o início do caminho da rebeldia sadia e idealista.
É claro que os rebeldes sempre estiveram à margem da sociedade, foram presos... Mas, não se venderam. Isto é importante. Não se venderam. Abraços

tereza disse...

Tudo quebrar de "regras" é "rotulado" de rebelde... O Tempo: Desperta!

**Bya** disse...

Passar as pontes quebrar barreiras para um reencontro.
By. B

Marcos Takata disse...

Está faltando rebeldes na praça. Bijus

Jordan van der Zeijden Campos disse...

Olá Norma, percebi que acompanha meu blog e que temos algumas coisas em comum, como profissão e preferências de estudo e filosofia.
Entre em contato: jordan.terapia@gmail.com - sempre estou fazendo palestras e workshops e gostaria de contar com tua presença.
Juntar pensamentos e unificar a força.

Isabel José António disse...

Querida Amiga Norma,

A maior revolução nasce sempre no interior de cada um. Se mudares de ponto de vista a tua vida também muda.

As partículas sub-atómicas também mudam apenas quando alguém as observa. E nós somos constituídos por biliões de partículas.

Muito bonito esse texto.

Um abraço

José António

Chris disse...

A rebeldia dos anos 60, anda muito esquecida...
bom fim de semana
Chris

Gaivotadourada22 disse...

Eu só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre um dia
Solitário sem ter feito o que eu queria... Verdade Amiga, creio a transformação esteja no sentir sim, saber que a dor que eu sinto é a dor que o outro sente... Que se eu causar dor a um outro ser, essa mesma dor voltará para mim... Eis o grande Segredo, creio eu! Creio mesmo na Compaixão que vem da alma, da sabedoria... É pois a Sabedoria que temos que buscar... Essa música é umas das minhas preferidas, a escutava com Mercedes Sosa (ainda a escuto, claro...) Adorei teu Blog, Parabéns!

Gaivotadourada22 disse...

Voltei para de deixar um beijo e um abraço! Bom fim de Semana!

Norma Villares disse...

Muito obrigada Gaivota Dourada. Tanto a poesia como a melodia são lindas. Eu também gosto muito de Mercedes Sosa. Sublimes abraços

Recanto da Astrologia disse...

Esta revolução precisa acontecer. Onde estão os revolucionários? Beijo no core

Norma Villares disse...

Pois é, precisamos juntar forças para criar revolucionários. Obrigada pelo comentário Vânia. Sublimes abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...