Pages

Subscribe

03/09/2012

AMOR TRANSCENDENTE




Forrei meu coração com esteira de junco branco
 e,  a alvura enamorou-se de seu copo de leite.
Refleti na nascente de água limpida,
 bebi o nascimento do amor mais puro
Serei atenta aos sinais sem perder a escuta,
a  respiração, o invisível e inaudível.
Silêncio... Estou absorvida no cântico do amor.
Silêncio... Estou voando com meus pés alado...
Voei....Vôo... E voarei sempre...
Na eterna direção do amor.

Norma Villares
03/09/12



2 comentários:

O Profeta disse...

Se o mar adormecer em desvario
As ondas não mais se formarem
Se as gaivotas se perderem do ninho
As árvores mais altas tombarem

Se o dia não encontrar a manhã
As nuvens deixarem de chorar água pura
Se as pedras da ilha roubarem a cor ao verde
As tuas palavras deixarem de ser raiva dura


Boa semana


Doce beijo

Martha Marquez disse...

Oi Norma,
Passei para fazer uma visitinha e dizer que seu blog é emocionante! Maravilhoso e de um bom gosto incrível. Parabéns! Me tornei sua seguidora!
Beijo salpicado de estrelas na sua alma,
Martha
Faça-me uma visitinha que ficarei honrada:
http://ternuraantiga.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...