Pages

Subscribe

26/11/2014




Dia após dia estou cada vez mais indignada. 

- Sim, o mínimo é indignar-se! 

O que cada um faz com o talento de raciocinar e indignar? 

Bem ou mal, um dia teremos que responder.
 

- Sim, teremos que responder.
 
Abro o jornal e leio que o Senado vota hoje a limitação de armas de fogo para policiais. Em um nível profundo de empatia me coloco no lugar dos policiais, defendendo a população sem o mínimo de segurança para o enfrentamento das hienas armadas até os dentes. 

Eita! Patuléia ignara...  Quem elegeu estes Senadores, fomos nós.
 

Estou muito triste, porque a obrigação do Governo Federal era a capacitação, a viabilização de mais recursos, entre outras tantas providências...
 

E com o coração doendo, lembro do velho Luiz Gonzaga: Meu Deus, que é de nós, Meu Deus, meu Deus...
 

Triste, muito triste...
 

Boa noite amigos blogueiros!
Melhores abraços

 

23/11/2014

EU SOU O ESPAÇO...




Eu sou o espaço entre o tic tac e vento...
Eu sou o espaço entre o pé o fio...
Eu sou o espaço entre a lua e o universo
Eu sou...
Eu sou...
 E sou...



Norma Lucia Barral

23.11.2014

22/11/2014

FICO A MATUTAR...



Ao ver tantas incoerências pela vida a fora, eu fico a matutar...
E lá no fundo da minh’alma, brotou uma pergunta braba:


“A criança que você era teria orgulho da pessoa que você é hoje?”

Na moral! Quem de nós tem coragem para fazer uma biografia, e saber se a criança de quem fomos um dia está decepcionada ou feliz com o adulto de quem somos hoje?
Muitos continuam  vivendo a pseudo vida do velho ego adulto, sem nunca voltar atrás para buscar a criança que lá longe ficou... E prosear um pouco com ela...
E  um amigo íntimo das minhas horas criativas que vem ajudar, Fernando Pessoa que assim bem dizia:

"A criança que fui chora na estrada.
Deixei-a ali quando vim ser quem sou;
Mas hoje, vendo que o que sou é nada,
Quero ir buscar quem fui onde ficou."

E assim faceamigos, é preciso  caminhar um pouquinho e buscar a criança esquecida na beira da estrada... É preciso demolir os muros do apego deste ego adulto cristalizado, nas bobagens da vida,  das poses, dos títulos, do poder, das posses, e um monte de coisinhas que nada valem...

Eu estou fazendo a minha biografia, com uma psicóloga. Convido a fazerem também...
É só iniciar uma  reflexão no silêncio da noite!

Boa noite flores da noite!

( ͡° ͜ʖ ͡°) A vida é tão curta!

Norma Lúcia Villares
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...